Tanqueiros ameaçam greve em Minas após aumento no diesel: ‘a corda arrebentou’

Decisão ocorre após a Petrobras ter anunciado aumento de 8,89% no preço médio do litro do diesel nesta terça-feira (28)

 

O presidente do Sindicato das Empresas Transportadoras de Combustível e Derivados do Petróleo de Minas Gerais (Sinditanque-MG), Irani Gomes, afirma que a categoria vai parar as atividades no Estado “nos próximos dias”, sem divulgar data específica.

Decisão ocorre após a Petrobras ter anunciado aumento de 8,89% no preço médio do litro do diesel nesta terça-feira (28). “Hoje, não tem como mais trabalhar. A corda arrebentou”, declarou o representante a O TEMPO. Gomes fala em “paralisação geral”.

Em vídeo gravado por Irani, divulgado aos tanqueiros, ele afirma que o “óleo diesel representa 60% do preço dos fretes” e que “a categoria não aguenta mais”.

“Um governo fica jogando para o lado do outro. O federal joga para o estadual, e o estadual joga para o federal. De quem é a culpa? A Petrobras, hoje, com seus acionistas, só pensa em lucro”, afirma na mensagem em que incita a categoria.

A data não será divulgada para impedir que o governo e distribuidoras encham os postos de gasolina antes do movimento, reduzindo o impacto da paralisação.

“Passou da hora de os governos federal e estadual e a Petrobras reduzirem os preços abusivos dos combustíveis, principalmente do diesel. O país poderá́ parar novamente, como aconteceu em 2018. Por isso, pedimos que os governantes se sensibilizem, conversem entre si e com a Petrobras, e tomem providências imediatas para a solução dessa grave situação”, reforça Gomes.

Aumento 

A Petrobras anunciou nesta terça-feira (28) que aumentará preço médio do litro do diesel em 8,89% a partir desta quarta-feira (29) na venda às distribuidoras. O valor sobe, com a medida, de R$ 2,81 para R$ 3,06. Mudança foi divulgada em nota à imprensa.

A decisão ocorre após 85 dias sem reajuste no valor. A estatal pontuou que o reajuste é importante para que não haja risco de desabastecimento no país. Ainda, a empresa cita avanço nos preços do petróleo no cenário internacional e o valor do dólar em relação ao real.

Na bomba, considerando a composição obrigatória de 12% de biodiesel no combustível, o preço do litro será de R$ 2,70 em média, o que representa aumento de R$ 0,22 na comparação ao valor praticado atualmente.

 

Fonte: https://www.otempo.com.br/cidades/tanqueiros-ameacam-greve-em-minas-apos-aumento-no-diesel-a-corda-arrebentou-1.2548191

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.