Sindiposto se diz otimista para nova lei mais rigorosa a posto de combustível que lesar clientes

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado de Goiás (Sindiposto), Márcio Andrade, informou que a expectativa é boa para que os postos cumpram a nova lei sancionada pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) em caso de adulteração na bomba de combustível nos postos de gasolina. Márcio explicou que a mudança no projeto para punir já quem pratica o abuso pela primeira vez foi de muita relevância. “Quem faz esse tipo de procedimento, não merece ser ignorado, tem de seu punido já na primeira vez”, diz Márcio.

A lei sancionada pelo governador Ronaldo Caiado que estabelece maior rigor administrativo em caso de adulteração nas bombas de abastecimento de postos de combustíveis. As licenças dos estabelecimentos podem ser cassadas e outras penas ocorrerão, por exemplo, multa de R$ 15.000 a R$ 50.000.

Em entrevista à reportagem do Diário de Goiás, Márcio Andrade explicou também que Goiás tem estrutura técnica e física para fiscalizar com competência os postos que porventura resolvam infringir a lei e disse, também, estar otimista no que se refere ao cumprimento da legislação agora sancionada em Goiás.

O projeto do deputado Eduardo Prado (DC) prevê que donos e sócios de postos que sofrerem a penalidade de cassação da inscrição no CCE, seja pessoa física ou jurídica, ficarão impedidos de exercerem a atividade pelo prazo de cinco anos.

 

Fonte: https://diariodegoias.com.br/sindiposto-se-diz-otimista-para-nova-lei-mais-rigorosa-a-posto-de-combustivel-que-lesar-clientes/

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.