PC interdita posto de combustível por “golpes” em clientes em Cuiabá

Quantidade da gasolina que dispensada na bomba não é a mesma registrada na bomba do posto.

 

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon), e o Instituto de Pesos e Medidas de Mato Grosso (Ipem) realizaram ação conjunta na manhã desta quinta-feira (17.09), em um posto de combustíveis em Cuiabá.

A delegacia recebeu denúncia de um consumidor que desconfiou da quantidade da gasolina abastecida em seu veículo em relação à que foi registrada na bomba do posto, localizado na Avenida Fernando Corrêa da Costa.

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon), e o Instituto de Pesos e Medidas de Mato Grosso (Ipem) realizaram ação conjunta na manhã desta quinta-feira (17.09), em um posto de combustíveis em Cuiabá.

A delegacia recebeu denúncia de um consumidor que desconfiou da quantidade da gasolina abastecida em seu veículo em relação à que foi registrada na bomba do posto, localizado na Avenida Fernando Corrêa da Costa.

Durante a fiscalização, os policiais civis e fiscais do Ipem constataram que um dos bicos de gasolina do posto estava com a vazão inferior ao limite máximo permitido pela legislação, prejudicando os consumidores. Ainda durante a ação, foi verificada que uma das bombas do posto estava com os dois lacres do painel rompidos.

Diante das irregularidades, o bico de combustível que apresentou vazão irregular foi interditado, o painel da bomba novamente lacrado e o posto de combustível autuado pelo Ipem. A gerente do local foi conduzida à Decon para prestar esclarecimentos.

A Polícia Civil instaurou inquérito policial e investiga a eventual responsabilidade criminal dos representantes legais do posto de combustíveis.

Durante a fiscalização, os policiais civis e fiscais do Ipem constataram que um dos bicos de gasolina do posto estava com a vazão inferior ao limite máximo permitido pela legislação, prejudicando os consumidores. Ainda durante a ação, foi verificada que uma das bombas do posto estava com os dois lacres do painel rompidos.

Diante das irregularidades, o bico de combustível que apresentou vazão irregular foi interditado, o painel da bomba novamente lacrado e o posto de combustível autuado pelo Ipem. A gerente do local foi conduzida à Decon para prestar esclarecimentos.

A Polícia Civil instaurou inquérito policial e investiga a eventual responsabilidade criminal dos representantes legais do posto de combustíveis.

 

Fonte: https://www.folhamax.com/economia/pc-interdita-posto-de-combustivel-por-golpes-em-clientes-em-cuiaba/274117

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.