Há 8 dias segurando aumento, Petrobras vê o mercado subir novamente e pressão intensifica

 

Os preços internacionais do petróleo voltaram a subir nesta segunda-feira. O mercado foi impulsionado por um otimismo acerca do andamento das novas vacinas do covid-19. Além disso, dados econômicos positivos referentes ao setor industrial da China e aos índices acionários dos Estados Unidos motivaram os investidores. No entanto, a perspectiva ainda é incerta devido a crescente diária no número de pessoas infectadas pelo vírus.

Em relação a gasolina, os índices internacionais subiram de forma mais expressiva. Com isso, a disparidade entre a Petrobras e os valores estrangeiros aumentou. O prêmio se deslocou para – 15,1%, representando uma diferença de – R$ 0,27 centavos. A pressão sob a estatal se intensificou e o cenário atual aponta para um aumento a qualquer momento. Já são 8 dias úteis desde o último reajuste, e em um patamar similar ao atual, o tempo máximo que a empresa ficou sem ajustar seus preços foi de 11 dias úteis.

 

Em relação ao Diesel, o índice internacional também subiu significativamente, em + 2,77%. O dólar apresentou uma queda e com isso, amenizou o impacto no prêmio entre os produtos, que se deslocou para – 9,00%, representando uma diferença de – R$ 0,16 centavos entre eles. Como a Petrobras busca estar acima da paridade (praticando um prêmio positivo), este é um cenário crítico para a empresa. Portanto, há uma forte pressão para um novo aumento, que pode acontecer a qualquer momento.

 

Derivados

Gasolina
Além da PMPF, a pressão de aumento sob a Petrobras se intensificou. Considerando a média histórica de 5 a 6 dias que a Petrobras costuma ajustar seus preços quando está no patamar atual, e que já estamos no oitavo dia sem aumento (o máximo foram 11 dias úteis), a expectativa é que aconteça a qualquer momento.

Diesel
O cenário é similar ao momento da gasolina. Forte pressão de alta da Petrobras, pode acontecer a qualquer momento.

Etanol

O mercado abriu a R$ 2,09 – R$ 2,10 ontem. Porém, não houve muita movimentação no volume que estava sendo pedido e o preço caiu para R$ 2,08 em algumas distribuidoras, como previsto no Panorama Pronto. A maioria das negociações de ontem foram realizadas neste valor.

Hoje, a expectativa de aumento da Petrobras é mais forte e pode acontecer a qualquer momento. Consideramos que o aumento estará na faixa de R$ 0,05 – R$ 0,10 centavos.

 

Fonte: https://prontocombustiveis.blog/2020/06/30/ha-8-dias-segurando-aumento-petrobras-ve-o-mercado-subir-novamente-e-pressao-intensifica/

Compartilhe essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *