Gasolina ‘a preço de ouro’ em Belo Horizonte

Após oitavo aumento do ano, motoristas já pagam R$ 6 ou mais no litro da gasolina na capital mineira

 

Preço da Gasolina

 

“Completa o tanque”. Frase comum entre motoristas parece agora “coisa de rico”. Só neste ano foram oito reajustes no preço da gasolina. Em Belo Horizonte, já tem posto vendendo o litro a mais de R$ 6.

Em simulação feita pelo O Tempo, com a ajuda de um economista, uma pessoa que mora no Barreiro e trabalha no centro vai gastar R$ 320 com gasolina por mês. De ônibus, o valor seria de R$ 180 – uma economia de 78%. De aplicativo, o gasto chega a R$ 1.560.

Economista e professor da Fundação Getulio Vargas, Mauro Rochlin disse que, em geral, o ônibus costuma ser mais barato. Mas é necessário fazer as contas. “É preciso comparar os custos com o abastecimento, manutenção e analisar o percurso”.
Os aumentos têm feito pessoas abrirem mão do conforto. É o caso do topógrafo Douglas dos Santos Reis, de 38 anos, que usa o carro para trabalhar e o deixa em casa aos fins de semana. Ele gasta R$ 600 por mês. “Eu costumo pesquisar nos postos, mas a diferença é muito pouca”, afirma.

“Cortar” a cidade não ajuda

Atravessar a cidade para abastecer não é sinônimo de economia. “A gasolina hoje em BH tem uma variação, dos 149 postos que nós pesquisamos, de 11% apenas entre o menor e maior valor. Se o consumidor andar dois ou três bairros, ele ‘queima’ combustível, e o custo fica maior”, explicou o diretor do site Mercado Mineiro, Feliciano Abreu.

Ele acrescentou que o aumento do diesel vai impactar a população, já que os produtos transportados por caminhoneiros vão encarecer.

Cálculos
Para saber qual transporte é mais barato, deve-se considerar o uso do carro aos fins de semana. O economista Rochlin lembra que é necessário incluir a manutenção e as outras despesas para saber se é viável trocar o veículo por aplicativo ou ônibus.

Desespero

Motoristas de aplicativos estão assustados. Eles tentam driblar a situação, procurar promoções e descontos, mas nada está ajudando. “Trabalho seis dias por semana, 12 horas por dia, mas preciso rodar mais para tirar algum lucro”, disse o motorista Fábio Souza.
Saiba como economizar grana com combustível 

– Abasteça o quanto antes; ainda é possível encontrar postos que não aumentaram os preços

– Fique atento à qualidade do combustível, para que o carro tenha melhor desempenho, e peça a nota fiscal

– Crie soluções para usar menos o carro

– Faça uma planilha com os gastos relacionados ao ir e vir e compare os valores

– Compare os preços da gasolina e do etanol para verificar qual a melhor opção

– Pesquise preços por meio de sites, como o Mercado Mineiro, ou aplicativos, como o Com Oferta

– Troque informações com amigos e familiares sobre valores e locais de abastecimento

– Privilegie postos que estão mais próximos da sua casa, do seu local de trabalho ou de onde você regularmente transita

– Quando se fala em questão financeira, optar por um carro econômico pode gerar um gasto menor

Carro, ônibus ou app? 

Simulação de um deslocamento entre o hipercentro e o Barreiro*

De ônibus

Por dia: R$ 9

Por mês: R$ 180

De carro

Por dia (litro a R$ 6): R$ 16

Por mês: R$ 320

De Uber

No horário de pico (simulação realizada às 18h30)

Por dia: R$ 78

Por mês: R$ 1.560

Deslocamento por carro é 77% mais caro do que o realizado por ônibus

Deslocamento por Uber é 766% mais caro do que o feito por ônibus

*A simulação não levou em conta gastos com manutenção, apenas com o combustível. A distância considerada foi de 20 km, e o veículo, um Fiat Palio, que faz, em média, 15 km por litro. O cálculo foi feito com base em uma rotina de 20 dias de trabalho por mês.

Fonte: https://www.otempo.com.br/cidades/gasolina-a-preco-de-ouro-em-belo-horizonte-1.2509341

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.