Fecombustíveis expõe dificuldades de compra do diesel

O petróleo é uma commodity internacional, e os preços estão altos no mundo inteiro

No dia 6 de abril, o presidente da Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis), Paulo Miranda Soares, apresentou as dificuldades de abastecimento do diesel S10 que os postos estão enfrentando. “Estamos vivendo um drama. Parte desse problema vem da intromissão política nos preços da Petrobras. O petróleo é uma commodity internacional, e os preços estão altos no mundo inteiro. A Petrobras adotou  o Preço de Paridade Internacional (PPI) desde 2016, e acho que ela deveria seguir as cotações internacionais diariamente. As refinarias da Petrobras suprem 80% do mercado interno. Mas elas estão obsoletas, precisariam passar por uma reforma tecnológica para produzir o diesel S10. Aí surge o problema da importação, as distribuidoras regionais não conseguem importar pela defasagem de preços. Já as três grandes distribuidoras têm condição econômica para importar grandes volumes e conseguem fazer uma diluição do preço do produto importado e o custo da Petrobras”, destacou.

Como se não bastassem os problemas com a falta de abastecimento de diesel, Paulo Miranda informou que a revenda bandeira branca tem reclamado de venda casada pelas distribuidoras, ou seja, vinculam a venda de diesel, se o pedido incluir a gasolina. ” Só consigo comprar 5 mil litros de S10, se eu comprar 10 mil litros de gasolina”, exemplificou.

 

Fonte: https://anexo6.com/fecombustiveis-expoe-dificuldades-de-compra-do-diesel/

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.