Evolução do Coronavírus e a revenda brasileira

Suporte postos
Wladimir Eustáquio Costa

Categoria ,vencemos março, hoje 4 de abril as noticias do mercado e das grandes distribuidoras são;

1)-03/04/2020 Demanda por gasolina já caiu entre 50% e 60%, diz presidente da Petrobras Segundo Roberto Castello Branco, empresa deverá cortar a produção de alguns ativos devido à queda de demanda no mercado internacional

2)- 02/04/2020 -A Pretol Retailers Association, que representa a maior revendedora de combustível no Reino Unido, informou que as vendas de gasolina baixaram em 75% e o diesel em 71%. Para a economia continuar a funcionar, e principalmente para que o sistema geral de saúde opere, a rede estratégica de postos de combustível tem que valer mantida. No entanto, a triste realidade é que é possível alguns postos de combustível fecharem nas próximas semanas. Nossa revenda tem andado nestes últimos anos, como disse algumas vezes,de braços dados com o atraso envolvida na construção de uma grande obra para abrigar o velho e o ultrapassado, para combater o que seja novo em nome de uma pseudo defesa de mercado da atividade de revenda e junto com o Sindicom das grandes distribuidoras a revenda tem combatido ferrenhamente novas ideias e saídas para a revenda como uma das 9 sugestões CADE de venda direta das usinas aos postos. Tudo isso sob os mais variados argumentos, que
vão do receio da verticalização ao possível aumento da sonegação, passando pela falta de estrutura das usinas para vender “granel”aos postos. Hoje o coronavírus traz para o revendedor a conta a pagar do atraso, sobrecarregando seus problemas com a vertiginosa queda de vendas. Hoje impossível de pensar :“SELSERVICE”, se existisse diminuiria um pouco desta gorda conta que esta mesa do revendedor. E voltando a compra direta da usina? Onde estão os ferrenhos combatentes contra esta pratica? Nem as distribuidoras agora querem mais intermediar este “abacaxi” cumprindo as regras de compras e estoque com as usinas. Juntas conclamam a clausula de ” força maior” para suspender compras e manutenção de estoques, até então regra da ANP, para proteger a venda via distribuidora. Imagino a situação das usinas que se posicionaram contrarias a venda direta aos postos< no minimo arrependidas!. A anos discutimos estas e outras dezenas de modificações para o ultrapassado setor de comercialização. Nossa sociedade e a forma de consumir nunca mais sera igual após a tempestade deste Coronavírus! O consumidor mudará seus hábitos de alimentar e de consumir.
Praticas comuns como lanchar na loja de conveniência ou almoçar no Self-service,  passarão por enormes transformações , seja o atual balcão de alimentos que como esta se transformará em peça de museu.
Parte dos consumidores pagará mais caro para não ter contato com frentista, as lojas de conveniência
mudarão a forma de consumir no local. Mais recentemente ouvi muito sobre o Delivery (a mais de um ano em pleno em pleno funcionamento em diversos países):
⁃ tá louco? Isto acabara com os nossos postos
⁃ Esta ideia é daquela refinaria que deve aqueles impostos
⁃ Como sera isso? Vai custar mais caro e ninguém vai pagar!!!
⁃ Vamos pressionar a Agencia nacional do atraso para proibir resta pratica que vai matar nossos postos!!!!
⁃ Vamos buscar liminares em nome da revenda para acabar com esta pratica abusiva!!!!!
⁃ Senhores deputados e senadores a revenda conclama a proibição e a manutenção da tutela da
AGENCIA NACIONAL DO ATRASO.
– Ter mais de uma bandeira no posto? E a segurança jurídica? Não!!!! A AGENCIA NACIONAL DO ATRASO já regulou que só pode ser uma distribuidora apesar dos produtos saírem da mesma refinaria e serem armazenados nos mesmos tanques em muitos locais. Muito bem, certamente teremos que apos a passagem do vírus, disponibilizar para a sociedade que estiver disposta a pagar, este seguro abastecimento que pode ser feito sem a presença do motorista e na sua casa. Como iremos correr para buscar leis que permitam
pelo menos uma bomba Self-service e o pagamento eletrônico nela própria?
Tantos anos andando com joão de barro ( “Quem anda com joão de barro vira servente de pedreiro”,
e de repente vimos que só o voo da Águia nos salvara no novo mundo teremos que direção Self service a dezenas de anos em pratica no nosso dinossauro segmento ainda tem que ” ser avaliado” tem que ser debatido na Agencia nacional do atraso e da legislação protecionista de oligopólios. Hoje sou eu o primeiro a ser radicalmente contra esta impensável medida. Mas a conta de erradas decisões do passado esta aí para o revendedor pagar junto com a conta do vírus. O mundo não sera o mesmo depois desta praga, os hábitos pessoais e de consumo sofrerão profundas modificações. Os revendedores nos países com métodos e praticas de revenda mais evoluídas e menos onerosas também sofrerão, mas nós….. bastante mais.

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.