Tempestades fazem combustíveis subirem quase 7% e PB já se encontra muito pressionada para novo aumento.

Cenário

As tempestades Marco e Laura chegaram ao Golfo do México nessa segunda-feira. Ambas tempestades deixaram um rastro de devastação na região do Caribe e a última, tem previsão para se tornar um furacão hoje. Em consequência disso, a produção de petróleo do golfo foi suspensa em 82,4% e ocasionou forte alta na gasolina e no diesel internacional.

O dólar se manteve estável. No fechamento de ontem, o câmbio teve leve queda de -0,17%.

gasolina do Golfo foi muito impactada pela suspensão da produção e subiu 6,50%. Assim, o spread avançou para -R$0,30, com o prêmio em -14,3%Com a forte escalada do combustível no mercado internacional, o spread está em patamar onde a PB costuma alterar o preço rapidamente.

O diesel subiu com menor intensidade, em 3,06%. O prêmio foi para em -1,1% e o spread para -R$0,02 centavos. Desta forma, lembrando que a Petrobras, historicamente, procura ficar acima da paridade, o combustível entrou em patamar onde há espaço para uma nova alta.

O etanol desacelerou nas usinas. Houve valorização de 0,54% na sexta-feira. Assim, o valor negociado de R$1.845,5/m³ resulta em um etanol ao redor de R$2,28 na base. As distribuidoras ainda estão tentando acompanhar essa puxada nos preços.

Análise

Gasolina
A PB tem o histórico de deixar o spread entre -0,05 e -0,07 centavos, segundo a série histórica de preços da petroleira desde 2017. Desta forma, o spread de -R$0,30 representa grande pressão para a PB realizar aumento no preço.

Assim, nossa recomendação para hoje continua em compras máximas.

Diesel
No Diesel, o spread foi para patamar negativo. A série histórica nos mostra que a PB costuma ficar com os preços acima da paridade e hoje, há espaço para aumento.

Hoje muitas distribuidoras iniciaram o dia sem estoque ou com estoque baixo do combustível, devido a falta do biodiesel. E ainda há defasagem de valor com o diesel internacional. Assim, indicamos compras máximas para o combustível.

Etanol

O Etanol ultrapassa o valor desse mesmo período no ano passado. Hoje, através do estudo da série histórica e indicadores do setor sucroenergético, estamos enxergando um preço de equilíbrio próximo a R$2,22. Porém, a pressão de alta nas usinas está transmitindo um custo de R$2,26 – R$2,28 para a base.

Como ainda há forte pressão para aumento da gasolina no curto prazo e os preços de reposição das usinas estão acima das ofertas de hoje, indicamos compra máxima para o combustível.

 

Fonte: https://prontocombustiveis.blog/2020/08/25/tempestades-fazem-combustiveis-subirem-quase-7-e-pb-ja-se-encontra-muito-pressionada-para-novo-aumento/

 

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.