POSTOS BANDEIRA PRÓPRIA

POSTOS BANDEIRA PRÓPRIA

“QUEM MAL LÊ,MAL OUVE, MAL FALA,MAL VÊ”

Monteiro Lobato

 

Em artigo intitulado “Reflexões sobre a representatividade dos revendedores marca própria e independentes[i]” de autoria do Presidente do Minaspetro e distribuído em seu clipping diário no dia de hoje 18/08/2020 se encontra uma menção expressa ao signatário da presente.

Usando do direito constitucional de resposta, previsto na Constituição Federal de 1988, em seu artigo 5º, inciso V, venho efetuar alguns esclarecimentos. Antes contudo, se faz necessário contextualizar a situação.

Nesse sentido, o texto veiculado pelo Minaspetro se trata de uma resposta ao artigo denominado “Postos Bandeira Própria pedem mais representatividade[ii]” publicado no blog ClubPetro de autoria de seu diretor Ricardo Pires que cobrava dos Sindicatos e Federações uma maior representatividade dos postos de marca própria.

Pontuo, desde já, que defendo sempre a livre manifestação do pensamento, devendo sempre ser garantida a possibilidade de expressar toda e qualquer opinião (de revendedores ou dos Sindicatos), sobre a existência da representatividade ou não, por esse ou aquele ente. Nos links abaixo, seguem ambos artigos para uma leitura independente.

Contudo, o que não se pode permitir são citações pessoais com caráter pejorativo e que culminam em afetar a honra de terceiros. No meu caso específico para se defender de uma crítica de falta de representatividade de terceiros, o Presidente do Minaspetro assim se manifestou: “Comentando ainda sobre alguns tópicos do artigo, acho curioso o Sr. Wladimir, da Suporte Postos, falar sobre postos Marca Própria, quando O próprio dirigiu a TEXACO em Minas Gerais durante muitos anos e sempre execrou estes revendedores independentes.”

Antes de qualquer coisa, importante se consignar que o presidente do Minaspetro em momento algum buscou contato com o signatário da presente para perguntar sobre minha opinião dos postos marca própria. Buscou apenas desqualificar minha participação em um evento do clubepetro utilizando a expressão acima transcrita, deixando no ar que minha opinião não seria verdadeira.

E assim fazendo, feriu a honra de um profissional que sempre pautou sua conduta de forma integra e ilibada.

Seria fácil rebater a expressão acima, apenas complementando meu currículo profissional que além de ter representado com muito orgulho a Texaco não só em Minas Gerais também representei tão renomada empresa em toda América Latina e América do Norte. E nos cargos executivos , sempre trabalhei com posto de marca própria na aquisição de produtos no mercado spot.

Como se não bastasse, após encerrar o vínculo com a Texaco, desde 2003 trabalho com consultoria no segmento de combustíveis, para postos bandeirados ou não, inclusive defendendo-os frente as amarguras impostas pelas grandes distribuidoras.

Nesse período, inclusive, em razão de minha expertise fui escolhido pelo CADE – Conselho Administrativo de Defesa Econômica para intervenção em processo administrativo de apuração de cartel exercendo tal mister por doze meses.

Feito tal registro que fala por si, encerro consignando que acredito que a melhor forma de contrapor a uma crítica é uma manifestação com conteúdo, com argumentações robustas e não com ataques, principalmente a terceiros. Aquele que acusa seu crítico com ataques pessoais ou está equivocado ou não tem argumentos para se defender.

 

De toda forma, o signatário da presente parabeniza ao Minaspetro que,  absorvendo a crítica, reconheceu a falta de representatividade ao criar uma diretoria somente para atender as reivindicações de postos de marca própria.

Quanto aos comentários feitos ao subscritor da presente, agradeço a todos que me prestaram solidariedade em inúmeras manifestações de apoio que já recebi no dia de hoje, manifestações que me confortam e que me valem mais do que uma retratação.

Wladimir Eustaquio Costa

Suporte Postos

 

 

[i] http://minaspetro.com.br/noticia/artigo-reflexoes-sobre-a-representatividade-dos-revendedores-de-marca-propria-e-independentes/

 

[ii] https://blog.clubpetro.com/postos-bandeira-propria-pedem-mais-representatividade/

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.