Petróleo: EUA confirmam ida de delegação à Venezuela

Desde 2019, os Estados Unidos reconhecem Juan Guaidó como o líder legítimo do país sul-americano.

A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, confirmou nesta segunda-feira, 7, que uma delegação norte-americana viajou no fim de semana à Venezuela para manter conversas com o governo do ditador Nicolás Maduro, em especial sobre a questão energética.

O movimento ocorre no contexto em que o governo do democrata Joe Biden busca formas de reduzir as importações de petróleo russo em meio à invasão da Rússia ao território ucraniano. A Venezuela tem a maior reserva de petróleo do mundo, mas vive uma grave crise econômica e humanitária.

“O propósito da viagem que realizaram os funcionários do governo foi discutir uma variedade de temas que incluem certamente energia, segurança energética”, declarou a secretária de imprensa da Casa Branca.

Desde 2019, os Estados Unidos reconhecem o líder opositor Juan Guaidó como o líder legítimo do país e impôs uma série de sanções na tentativa de forçar a saída de Maduro. As medidas incluem um embargo que impede a Venezuela de negociar o seu petróleo – que representava 96% das receitas do país – no mercado norte-americano.

Maduro tem recebido apoio da Rússia para continuar exportando petróleo apesar das medidas punitivas de Washington. Segundo o jornal The New York Times, a visita a Caracas responderia ao interesse norte-americano de poder substituir parte do petróleo que compra atualmente da Rússia com o que deixara de comprar da Venezuela.

Além da questão energética, Jen Psaki afirmou que o governo do presidente Joe Biden quer se certificar de que os cidadãos venezuelanos estão bem.

 

Fonte: https://revistaoeste.com/mundo/petroleo-eua-confirmam-ida-de-delegacao-a-venezuela-1/

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.