Petrobras: alta do petróleo fornecerá combustível para ação subir 38%

O mercado de petróleo vai muito bem, obrigado. Depois de vivenciar um dos piores momentos da sua história no ano passado, puxado pela crise do coronavírus, os preços da commoditie se recuperaram. E agora, as projeções são de alta.

Safra calcula que o preço médio do barril de petróleo fique em US$ 52 em 2021 e US$ 55 a partir de 2022, ante os US$ 47,5 e US$ 51 da projeção anterior.

Com isso, a corretora elevou o preço-alvo da Petrobras (PETR3;PETR4) de R$ 29 para R$ 40, o que implica valorização de 38%. A recomendação outperform, ou seja, desempenho acima da média do mercado, foi reiterada.

 

Números operacionais

Os números operacionais da companhia ficaram dentro da estimativa do Safra.

A petroleira atropelou a pandemia do coronavírus e fechou 2020 com produção diária de 2,28 milhões de barris de petróleo. Trata-se de um novo recorde, superando a marca anterior de 2,23 milhões de barris/dia obtida em 2015.

Os campos do pré-sal fecharam o ano respondendo por 66% da produção. Cinco anos atrás, essa participação era de apenas 24%.

Para o quarto trimestre, a corretora espera um lucro líquido de R$ 3,5 bilhões, ante os R$ 8,1 bilhões de 2019.

A Petrobras deve anunciar seus resultados do quarto trimestre em 24 de fevereiro.

 

 

Fonte: https://www.moneytimes.com.br/petrobras-alta-do-petroleo-fornecera-combustivel-para-acao-subir-38/

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.