Fundamentos de distribuidoras se mantêm inalterados apesar de fraqueza das ações, diz Credit Suisse

Vibra Energia, Ultrapar e Raízen devem apresentar bons resultados no quarto trimestre, aponta o banco.

 

Apesar de uma queda conjunta de 10% no início de 2022, contra desvalorização de 2% do Ibovespa, Vibra Energia, Ultrapar e Raízen devem apresentar bons resultados no quarto trimestre, diz o Credit Suisse. Apesar das pressões macroeconômicas, os fundamentos do setor se mantêm inalterados.

“Em nossa visão, as margens no trimestre devem vir em um patamar extraordinariamente alto, sustentado pelo mercado convergindo para a paridade de importação, com oferta da Petrobras mais barata, e ganhos de estoque com a alta nos preços”, escrevem os analistas Regis Cardoso e Marcelo Gumiero.

O banco suíço estima que a Vibra vai ganhar R$ 33 por metro cúbico com a alta nos preços da gasolina e diesel no quarto trimestre, enquanto Raízen deve ganhar R$ 38 por metro cúbico e a Ipiranga, da Ultrapar, R$ 39 por metro cúbico. Esse é um sinal que as margens virão fortes, afirmam.

Fonte: https://valorinveste.globo.com/mercados/renda-variavel/empresas/noticia/2022/01/10/fundamentos-de-distribuidoras-se-mantm-inalterados-apesar-de-fraqueza-das-aes-diz-credit-suisse.ghtml

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.