Etanol mais caro em BH, com litro do combustível vendido até a R$ 3,65

Produto teve reajuste de 4,5% nos últimos dez dias

 

gasolina combustível etanol

 

Quem precisa do carro para trabalhar percebeu que o aumento nas bombas não foi apenas para a gasolina e o diesel, conforme anunciado pela Petrobras na semana passada. Nos últimos dias, o preço do etanol também subiu consideravelmente. Se no último dia 7 o valor desse combustível variava entre R$ 3,137 e R$ 3,499 em Belo Horizonte, hoje o consumidor encontra o litro com preços entre R$ 3,149 e R$ 3,659 – ou seja, em alguns postos de combustíveis o aumento do etanol chegou a 4,5% nos últimos dias.

Entre novembro e fevereiro, o etanol já havia passado por um reajuste de 8,63%, conforme levantamento do site Mercado Mineiro.

De acordo com José Eduardo Mautone, professor da Faculdade de Engenharia da UFMG, a principal explicação para esse aumento nas bombas é a lei da oferta da procura. Por conta do grande crescimento no preço do litro da gasolina – que sofreu três reajustes este ano, sendo o último de 8% na semana passada –, houve uma maior demanda pelo etanol entre os motoristas que possuem veículos de motor flex.

“Quando todo mundo viu o aumento na gasolina, muitos se deslocaram para o etanol, que é mais barato. Sempre que há um aumento na demanda, o preço do produto sobe. Mas a tendência é esse aumento se estabilizar”, afirma o professor, lembrando que não somente os postos sobem os preços após uma maior procura pelo combustível, como também as distribuidoras.

Vale lembrar que, embora o Carnaval não tenha sido realizado formalmente nas cidades brasileiras, muita gente viajou, e a tendência é de aumento nas bombas durante feriados em decorrência da alta da demanda.

O transportador Geraldo Alves Ribeiro, 47, costuma abastecer em um posto da avenida Pedro I e sentiu a diferença dos preços em 24 horas. “O etanol está mais de R$ 0,20 mais caro. Tem um cálculo que eles fazem e dizem que é melhor, mas a gente não consegue pagar. A gente coloca o que é mais barato, mas mesmo o mais barato não está viável”, afirmou o motorista.

O cálculo a que Geraldo se refere é a verificação se o etanol está mais vantajoso do que a gasolina no momento. Via de regra, quando o preço do etanol está inferior a 70% do valor da gasolina, é mais vantajoso, para quem tem carro com motor flex, abastecer com o combustível oriundo da cana-de-açúcar.

Para o economista Feliciano Abreu, gestor do Mercado Mineiro, é possível que o preço do etanol caia nos próximos meses, por conta do início da safra da canade-açúcar, em março.

“Mas resta saber se a gasolina vai continuar aumentando. Se isso acontecer, isso dá espaço para que o etanol se mantenha estável. Isso acaba virando uma margem para os donos de postos se protegerem, devido ao grande prejuízo que tiveram durante a pandemia”, afirmou o economista. Segundo ele, a melhor forma para o consumidor pressionar o mercado para que o preço se mantenha baixo é pesquisando e escolhendo os preços mais baixos.

Procurado pela reportagem, o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado de Minas Gerais (Minaspetro) informou que houve aumentos substanciais nos preços dos insumos sobre os combustíveis e houve uma elevação de 5,41% no valor do etanol que sai da usina. Além disso, o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) teve um aumento de R$ 0,20 por litro em fevereiro, pois o valor referência para o produto subiu nessa proporção.

 

 

Fonte: https://www.otempo.com.br/economia/etanol-mais-caro-em-bh-com-litro-do-combustivel-vendido-ate-a-r-3-65-1.2448568

 

Compartilhe essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *