Dívidas, Sonegação, mansão em Miami e prisão decretada no Brasil, a vida irregular do dono da Refit

A Refit é a segunda maior devedora de impostos, com um débito que se aproxima de R$ 5 bilhões.

 

A Refit, antiga Refinaria de Manguinhos, vive envolvida em denúncias desde o ano de 2009, quando a Polícia Civil do Rio grampeou uma série de conversas entre Ricardo Andrade Magro, dono da empresa, e o ex-deputado federal Eduardo Cunha.

Essas conversas eram quase diárias até o mês de setembro de 2019, quando Cunha teria sido avisado sobre a investigação que vinha sendo feita pela PCERJ e os contatos se encerraram.

A polícia estava investigando o apoio de Cunha aos casos de sonegação de Magro. O Inquérito chegou a ser arquivado pelo ex-Procurador-Geral da Justiça, Roberto Gurgel, que não viu elementos para continuar a apuração.

No ano de 2019, o Ministério Público do Rio de Janeiro, retomou as investigações, após deleção premiada do ex-subsecretário Estadual de Saúde Cesar Romero.

A Refit é a segunda maior devedora de impostos, com um débito que se aproxima de R$ 5 bilhões. Por sua vez, Magro, vive em Miami, em uma mansão que custou US$ 36 milhões e pertenceu a um astro da NBA. As dívidas da família de Ricardo Andrade Magro ao Fisco ultrapassam a quantia de R$ 10 bilhões. O empresário foi alvo da Operação Recomeço e teve a prisão decretada, no Brasil, em 2016

 

 

Fonte: https://www.tupi.fm/brasil/dividas-sonegacao-mansao-em-miami-e-prisao-decretada-no-brasil-a-vida-irregular-do-dono-da-refit/

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.