Cinco postos da cidade de SP estão entre os que vendem a gasolina mais cara do país

 

Todos os postos são administrados pela mesma empresa e, segundo o responsável, é cobrado um preço mais elevado por causa do bairro em que os postos estão instalados. Em um deles, o litro da gasolina custa R$ 8,59, o maior valor encontrado em todo o Brasil.

 

Cinco postos de combustível da cidade de São Paulo estão entre os locais que cobram o preço de gasolina mais elevado do país. Em um deles, o litro custa R$ 8,59, o maior valor encontrado entre 5 mil postos que foram incluídos no levantamento realizado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Até então, a máxima encontrada pela pesquisa tinha sido de R$ 8,499 o litro. Na pesquisa geral, o menor valor encontrado foi R$ 6,190.

A coleta do litro foi realizada em 19 de abril.

Nos cinco locais indicados como os mais caros, a gasolina está entre R$ 7,90 e R$ 8,59 o litro. Todos os postos citados fazem parte da companhia Duque&Cia e ficam em Santa Cecília, Higienópolis e Vila Buarque, na região Central da capital.

egundo Valmir Soares, responsável pelos postos, é justamente pela localização que o preço da gasolina é mais elevado.

“Esses postos fica em um local onde o custo imobiliário é um dos mais altos de São Paulo, então o custo operacional é mais caro. Por conta disso, não conseguimos trabalhar com uma margem menor, já que tudo na região é mais caro. Trabalhamos com uma margem que conseguimos pagar as contas, como aluguel, funcionários, já que não podemos trabalhar de graça. Então, se o combustível tiver alta, nós também aumentamos”, afirma.

O preço médio do litro da gasolina no país ficou em R$ 7,270 na semana entre os dias 17 e 23 de abril, o que representa uma alta de 0,70% em relação à semana anterior. Trata-se do maior valor nominal pago pelos consumidores desde que a ANP passou a fazer um levantamento semanal de preços, em 2004. O litro da gasolina mais barata em São Paulo foi encontrado em cinco postos da Zona Leste, onde os preços estão entre R$ 6,38 e R$ 6,49.

O pico até então havia sido registrado entre os dias 13 e 19 de março (R$ 7,267 o litro), após o forte reajuste de preços anunciado pela Petrobras.

Etanol e diesel

 

etanol e o diesel também subiram nas bombas.

A disparada dos preços dos combustíveis ocorre em meio à forte alta nos preços internacionais do petróleo, após a Rússia ter invadido a Ucrânia, impactados pela oferta limitada frente à demanda mundial por energia.

Desde 2016, a Petrobras adotou o chamado PPI (Preço de Paridade de Importação), após anos praticando preços controlados, sobretudo no governo Dilma Rousseff. O controle de preços era uma forma de mitigar a inflação, mas causou grandes prejuízos à petroleira.

Pela política de preços atual, os preços cobrados nas refinarias se orientam pelas flutuações do preço do barril de petróleo no mercado internacional e do câmbio.

Fonte: https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2022/04/27/cinco-postos-da-cidade-de-sp-estao-entre-os-que-vendem-a-gasolina-mais-cara-do-pais.ghtml

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.