Após aumento da Petrobras, gasolina deve ficar acima de R$ 6 na Grande BH

Petrobras anunciou um reajuste nos preços de combustíveis a partir desta terça-feira. Gasolina, diesel e gás de cozinha passam por aumento de 6,3%, 3,7% e 5,9%, respectivamente, nas refinarias

 

posto de gasolina 5.7.2021

 

Após uma disparada no valor do barril de petróleo no mercado internacional, a Petrobras anunciou um reajuste nos preços da gasolina, do diesel e do gás de cozinha, que passam por aumento de 6,3%, 3,7% e 5,9%, respectivamente, nas refinarias.

Com o oitavo reajuste do ano, a gasolina pode ultrapassar a barreira dos R$ 6 na maior parte dos postos de gasolina da Região Metropolitana de Belo Horizonte. O preço médio estava em R$ 5,80, de acordo com levantamento feito pelo site Mercado Mineiro. Já o diesel já vai sair da refinaria custando dez centavos a mais, provocando impacto no valor do transporte de mercadorias.

O gás de cozinha passa pelo décimo-quinto aumento consecutivo nas refinarias da Petrobras, após um período de queda no início da pandemia. Desde o início do governo Bolsonaro, o produto vendido pela estatal acumula alta de 66%, impactando especialmente as famílias mais pobres.

“Isso vai certamente pressionar e chegar imediatamente ao bolso do consumidor final. A gasolina estava bem estabilizada em R$ 5,80 e o diesel em R$ 4,63. O etanol passou por uma queda, mas quase imperceptível para o consumidor. Mas agora o aumento chega como uma bomba para o consumidor final”, afirma Feliciano Abreu, diretor do site de pesquisa de preços Mercado Mineiro.

Segundo ele, a tendência é que o etanol fique mais atrativo nas próximas semanas, com o valor correspondente a menos de 70% do preço da gasolina. “Mas isso deve acontecer por conta do aumento da gasolina e não por uma redução no preço do etanol”, explica.

Para o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado de Minas Gerais (Minaspetro), o novo reajuste nos preços dos combustíveis é ruim para os empresários do setor, pois a tendência é de uma queda da demanda quando há um grande reajuste. “O consumidor sempre reclama com o dono do posto que o combustível está caro, mas é preciso destacar que para nós os aumentos também são muito ruins. Cada aumento significa que precisamos de mais capital de giro com cartão de crédito e as vendas caem muito”, diz Carlos Guimarães, presidente do Minaspetro.

Este foi o primeiro aumento anunciado pela empresa desde a mudança na presidência. O general Joaquim Silva e Luna assumiu a Petrobras em abril, assumindo o lugar de Roberto Castello Branco, conforme decisão do presidente Jair Bolsonaro.

Em nota, a Petrobras diz que o alinhamento ao mercado internacional é fundamental para garantir o abastecimento, mas que “busca evitar o repasse imediato para os preços internos da volatilidade externa causada por eventos conjunturais”. “Os preços praticados pela Petrobras seguem buscando o equilíbrio com o mercado internacional”, afirma.

 

 

Fonte: https://www.otempo.com.br/economia/apos-aumento-da-petrobras-gasolina-deve-ficar-acima-de-r-6-na-grande-bh-1.2508801

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.