ANP: ETANOL É MAIS COMPETITIVO QUE GASOLINA SÓ EM GOIÁS; EM SÃO PAULO, DEIXOU DE SER VANTAJOSO

O etanol ficou mais competitivo ante a gasolina somente em Goiás nesta semana, mostra levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) compilado pelo AE-Taxas. Os critérios consideram que o etanol de cana ou de milho, por ter menor poder calorífico, tenha um preço limite de 70% do derivado de petróleo nos postos para ser considerado vantajoso.

Na semana, a paridade ficou em 69% em Goiás. Na média dos postos pesquisados no País, o etanol está com paridade de 72,60% ante a gasolina, portanto menos favorável do que o derivado do petróleo. Em São Paulo, onde geralmente o etanol é mais competitivo do que a gasolina, a situação se inverteu, com paridade de 72,72%.

Executivos do setor afirmam que o etanol pode ser competitivo com paridade maior do que 70%, a depender do veículo em que o biocombustível é utilizado.

Contato: [email protected]

 

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.